Marcelo
milenium
Telma
ESCRITUS
ECOBahia
conexus
FUTEBOL

Jovens de Araci participam da Copa SP de Futebol Júnior

Organizada pela Federação Paulista de Futebol (FPF), a Copa SP inclui clubes não só de São Paulo, mas de todo o Brasil

03/01/2020 12h55Atualizado há 11 meses
Por: Redação
Fonte: Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Wilian Gabriel (Botafogo-SP ), Wilian Japa - (Vilhenense - RO), Tiago Bileu (Jacuipense  - BA) e Hebert Gustavo (Vitória). Estes são quatro jovens aracienses, que estão participando da 51ª edição do principal torneio de base do futebol do país, a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Em 2020, a copinha terá alguns jogadores que foram campeões mundiais sub-17 com a seleção brasileira. As partidas começaram nesta quinta-feira, 02/01.

Organizada pela Federação Paulista de Futebol (FPF), a Copa SP inclui clubes não só de São Paulo, mas de todo o Brasil e, eventualmente, clubes de outros países. “Cheguei ao Botafogo no ano de 2019, e trabalhei bastante para me manter no clube e chegar à copa São Paulo. O grupo é muito unido e eu consegui agregar ao elenco, que tem excelentes jogadores”, conta Wilian Gabriel.

“Essa é a minha segunda participação na competição, e estou muito feliz por fazer parte dela, e claro, por ser um dos representantes de Araci no esporte. Sem dúvidas, essa é a maior competição de futebol júnior do mundo”, desabafou o jogador.

Copinha – Originalmente, a competição era chamada de Taça São Paulo de Juvenis, categoria que teve o nome e a idade limite alterado para Juniores e 20 anos em 1981, e era organizada pela Prefeitura de São Paulo, e não pela FPF. Em 1987, o então prefeito Jânio Quadros decidiu não arcar com a Taça São Paulo, que não foi realizada naquele ano.

Disputada desde 1969, a copa acontece sempre no início do ano, de modo que a final seja disputada em 25 de janeiro (dia do aniversário da cidade de São Paulo). A Copinha, apelido dado a competição, é um torneio muito observado por imprensa, torcida, empresários e clubes, uma vez que é considerada a principal oportunidade para se descobrir futuros craques do futebol brasileiro.

“Meu maior privilégio foi ter crescido junto com Wilian Japa e Tiago Bileu, e por termos sido formados na escolinha de Renatinho. Isso só comprova que tudo é possível para quem acredita nos sonhos. E isso é um aviso para todos os que estão tentando esse mesmo sonho: nunca parem de lutar, porque a hora certa vai chegar”, finalizou Gabriel.

Matéria por Henrique Coelho.
 
 
conexxus_300x600_lateral
anuncie aqui
Municípios
Ver Planos
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio
Anúncio